Objeto popular – Vote

escosteguy

Começo a escrever este texto por volta das sete e meia da manhã de um domingo, 7 de outubro de 2018, dia de eleições presidenciais. O cenário é de incerteza e medo, uma vez que quem lidera as pesquisas é um candidato conhecido por suas declarações fascistas, machistas, homofóbicas, além de ser defensor de torturadores, da ditadura militar e do porte de armas. A esquerda encontra-se dividida entre diferentes candidatos e define seu voto mais pelo temor do que pelo apoio a um projeto de governo. Tive uma noite de insônia e tentei ocupar minha mente vendo ou lendo sobre arte, para diminuir a tensão, mas minha inquietação aumentou e meu anseio por escrever este texto surgiu quando me veio à mente a imagem da obra Objeto popular, do artista gaúcho Pedro Escosteguy.

Objeto popular foi exposto pela primeira vez em 1966, durante a ditadura militar, e consiste numa espécie de armário com duas portas. Quando fechada, a peça exibe a silhueta de duas metralhadoras cruzadas sobre as portas. Quando aberta, é revelada uma urna acompanhada da palavra “vote”. Ao ser exibida na Bahia, em 1966, a censura exigiu que as portas estivessem lacradas.

Escosteguy faz parte de uma geração de artistas brasileiros que na década de 1960 apostou na arte figurativa e politizada como resposta a acontecimentos daquele período sombrio, opondo-se à abstração geométrica que predominou no circuito artístico na década anterior. A chamada Nova Figuração é marcada pela inclusão de objetos do mundo real e pela relação com a imagem midiática, tomando como referência a Pop Art norte-americana e o Nouveau Réalisme francês. Mas se por um lado a Pop norte-americana celebra o banal e critica a sociedade de consumo, na Nova Figuração brasileira há um forte tom político e apropriação da estética Pop para abordar o contexto nacional no momento da ditadura militar. Buscava-se criticar ou interferir no âmbito social através da arte e, para isso, a figuração foi uma das táticas adotadas pelos artistas, como tentativa de aproximação com o público. Embora em grande parte das obras de Escosteguy – que também era poeta – a palavra escrita seja privilegiada em detrimento da figura, o artista participou das principais exposições que reuniram essa geração de artistas e se liga a muitos de seus ideais.

Escosteguy não deixa de lado a herança do neoconcretismo. Alguns de seus trabalhos, como Objeto popular, exigem toque e manipulação, indo de encontro à proposição de Hélio Oiticica no texto Esquema geral da nova objetividade, escrito em 1967, no qual o artista milita por uma arte que possibilite a participação do espectador, além de defender uma arte engajada socialmente, a superação do quadro, uma vontade construtiva geral e a tendência para proposições coletivas – características percebidas nas obras de Escosteguy. No mesmo texto, Oiticica afirma que a primeira obra plástica propriamente dita com caráter participante no sentido político foi realizada por Escosteguy. O artista se refere à Pintura tátil, uma espécie de relevo que deve ser apreendido pelo tato, e não tanto pela visão. A obra possui uma mensagem político-social que o público deve usar as mãos para desvendar.

vote2

Objeto popular depende de uma ação concreta do público. Enquanto as portas estão fechadas, o que se vê são silhuetas de metralhadoras, em referência ao autoritarismo militar. O público precisa manipular a peça para que seja revelada a urna e a palavra “vote”, ocultas pelos signos da repressão. Dessa maneira, a obra funciona como metáfora para a participação política, que depende da vontade e de uma ação.

Objeto popular evoca a tensão entre autoritarismo e reação democrática, característica da década de 1960, mas também dos dias de hoje. O ato de ocultar e revelar rememora os recentes casos de censura e repressão, nos lembrando o quão frágil ainda é nossa democracia. Um olhar anacrônico sobre a obra de Escosteguy traz reflexões sobre os riscos aos quais estamos expostos e sobre a necessidade de reagir por meio do voto.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s